Get Adobe Flash player
Anticor - Anticorrupção na França
Galeria Edemar Cid Ferreira
Home Sala dos Escândalos Escândalo da Novadata e a venda micros à Petrobras

postheadericon Escândalo da Novadata e a venda micros à Petrobras

AddThis Social Bookmark Button

Com investigação iniciada antes da CPI dos Correios, a empresa Novadata em 2004 já havia fechado negócios de mais de R$ 200 milhões com o governo petista. Só para a Petrobras, a Novadata vendeu mais de 46 mil microcomputadores na gestão Lula, até 2006. Nas investigações da CPI descobriu-se o favorecimento da empresa. A Novadata é do empresário Mauro Dutra (à esq.) também fundador da Associação para Projetos de Combate À  Fome com o Ministério do Trabalho (Ágora), que comandava cerca de 40 ONGs que trabalhavam com programas de combate à  fome. Os convênios assinados com o governo petista somavam cerca de R$ 7,5 milhões. 


A fiscalização do Tribunal de Contas da União (TCU) descobriu que, para justificar seus gastos, a Ágora apresentou ao governo mais de 50 notas frias de 33 empresas-fantasmas. Todas elas foram apreendidas pelo Ministério Público. Em dezembro de 2007, a ONG Ágora, acusada pelo Ministério Público de desviar R$ 900 mil em verbas públicas do extinto programa Primeiro Emprego, teve o registro cassado pelo Ministério da Justiça. O ministério alegou ter esperado meses pela defesa da ONG, que nunca veio.


Os mais de 46 mil microcomputadores vendidos à Petrobras na gestão Lula estão divididos, mais ou menos da seguinte forma. Em 2003, o contrato foi de R$ 40,9 milhões; o segundo contrato, em 2005, foi de R$ 57,9 milhões. Houve ainda outros dois contratos de 2006 - um volume total de R$ 162,7 milhões em vendas desde a posse.


A Novadata, sob alegação de cláusula contratual, não especificou se manteve contrato com a Petrobras antes de 2003. O valor negociado com o governo Lula equivale ao faturamento médio anual da Novadata com o serviço público no período 2002-2004, segundo depoimento prestado por Mauro Dutra à CPI dos Correios, que investigou a empresa.


LINKS RELACIONADOS 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar